Meu perfil




BRASIL, Sul, JACAREZINHO, Homem, de 15 a 19 anos, Informática e Internet, Música, TV e Novelas

Entrevista Especial com Stella Freitas - Parte 1

.

Stella Freitas como Vírginia na novela "Ribeirão do Tempo" (Divulgação/Rede Record)

.

 

A minha entrevistada de hoje é uma das atrizes que está brilhando na novela “Ribeirão do Tempo” da Rede Record. Além de ser uma talentosa atriz é ainda uma conceituada diretora de teatro. Na TV ela interpretou personagens de grande relevância na nossa teledramaturgia como a Cuca da primeira versão do “Sítio do Picapau Amarelo” ou a densa e carismática Quitéria da novela “Era uma Vez...”. Atualmente ela está roubando a cena ao interpretar, na novela de Marcilio Moraes, a divertida e estressada Vírginia. Minha entrevistada especial é a atriz STELLA FREITAS.

 

Jéfferson Balbino: Stella começa contando pra nós, como você descobriu sua vocação?

 

Stella Freitas: Desde adolescente assistindo teatro, fazendo teatro no colégio, gostava muito e queria muito ser atriz, sempre minha referencia foi o teatro. Depois fiz um curso, montamos um grupo e quando tinha 18 anos cursei a Escola de Arte Dramática da USP, aí não parei até hoje.

 

Jéfferson Balbino: Sua primeira novela foi “Sassaricando” (Rede Globo/1987). Como foi essa sua estréia na teledramaturgia?

 

Stela Freitas: Novela sim, já fazia TV ha muito tempo: Sitio do Picapau Amarelo, Viva o Gordo, Chico Anysio Show, Escolinha do Professor Raymundo e outras participações em seriados na TV Globo, seriados... Sassaricando foi uma novela divertidíssima do Silvio de Abreu, eu adorei fazer, fui muito feliz...

 

Jéfferson Balbino: E como aconteceu sua estréia no teatro?

 

Stella Freitas: Quando adolescente já havia estreado em peças infantis profissionalmente. Saindo da EAD fiz: O Boca de Ouro de Nelson Rodrigues , A Morta De Oswald de Andrade , depois participei de um grupo com o diretor Celso Nunes onde fiz várias peças até estrear "Os Iks de Peter Brook , no RJ em 1977. 

 

Jéfferson Balbino: Como era interpretar a Cuca na série “Sitio do Picapau Amarelo” (Rede Globo/1978)?

 

Stella Freitas: A Cuca foi um mero acaso, me chamaram pra fazer Emília, eu era muito alta pro papel, me ofereceram a Cuca, eu estava fazendo teatro no RJ, precisava de um contrato, aceitei. O diretor Geraldo Cazé era o máximo e foi uma pessoa muito importante e querida pra mim.

 

Jéfferson Balbino: Você fez parte do elenco da novela “Vida Nova” (Rede Globo/1988). Como foi trabalhar num texto do grande autor Benedito Ruy Barbosa?

 

Stella Freitas: Benedito Ruy Barbosa é um ótimo autor, a novela foi muito boa, eu fazia uma italiana, e pude conhecer o diretor: Luiz Fernando, ótimo trabalho o dele.

 

Jéfferson Balbino: O que você destacaria do seu trabalho no Cinema Brasileiro?

 

Stella Freitas: Adoro fazer cinema, gostei muito de trabalhar com Ana Carolina - "Das Tripas Coração", Miguel Faria: Stelinha, onde ganhei um Kikito, maior premio de cinema no Brasil, e o premiadíssimo" Central do Brasil" com Walter Salles, um luxo !!!

 

Jéfferson Balbino: Que experiência você adquiriu como atriz trabalhando ao lado do humorista Chico Anysio no programa “Escolinha do Professor Raimundo” (Rede Globo/1992 e 2001)?

 

Stella Freitas: Gosto muito de humor e poder trabalhar com um mestre como Chico foi muito bom, e os comediantes do top de: Grande Otelo, Walter D'Avilla, Zezé Macedo, Francisco Milani, Zilda Cardoso, Rogério Cardoso, Costinha, e uma infinidade de humoristas da melhor qualidade, acho que foi uma escola.

 

Jéfferson Balbino: Eu sempre me recordo de você interpretando algum personagem com uma forte veia cômica. Você tem vontade de fazer personagens mais densos?

 

Stella Freitas: Fiz muito humor, gosto muito, personagens densos fiz no teatro, é um exercício precioso, e em novelas também já fiz personagens sérios como: "Era uma Vez” na TV Globo , e “Chamas da Vida” , na TV Record.

 

Jéfferson Balbino: Que recordações você tem de seu trabalho na novela “Gente Fina” (Rede Globo/1990)?

 

Stella Freitas: Acho que o meu papel era pequeno, não me lembro de muita coisa dessa novela.

 

Jéfferson Balbino: Você também apresentou o programa “Alô Vídeo Escola” (Canal Futura/1998). Como foi apresentar esse programa educativo?

 

Stella Freitas: Alô Vídeo Escola, foi um programa que durou anos, era divertido , até hoje crianças da época se lembram , falam comigo, gosto de trabalhar pra crianças, e a TV Futura tem uma proposta de qualidade, gosto muito dos programas da Futura.

 

Jéfferson Balbino: Além de atriz você é diretora teatral, o que essa sua outra formação contribui pra sua carreira de atriz?

 

Stella Freitas: Dirigir teatro é muito difícil e interessante , agora o que eu mais gosto é dirigir atores , gosto de estudar interpretação, conhecer vários métodos, observar os atores criando.

 

Jéfferson Balbino: Como surgiu o convite pra você participar da novela “74.5 – Uma onda no Ar” (Rede Manchete/1994)?

 

Stella Freitas: Eu não estava contratada na TV Globo e o diretor Cecil Thiré me chamou, já havia trabalhado com ele várias vezes, na TV e no teatro, ele é um ótimo diretor de atores.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 19h18 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Entrevista Especial com Stella Freitas - Parte 2

.

Stella na Grécia (Foto: Acervo pessoal da atriz)

.

 

Jéfferson Balbino: Tem uma personagem sua que eu adorava que é a Quitéria da novela “Era uma Vez...” (Rede Globo/1998). Como foi participar desse trabalho?

 

Stella Freitas: Gostei demais de fazer esse personagem, era dramático, tinha muita delicadeza, o autor Walter Negrão é muito especial.

 

 

Jéfferson Balbino: Você também interpretou a Cícera da novela “Senhora do Destino” (Rede Globo/2004). Como era contracenar com a grande atriz Suzana Vieira?

 

Stella Freitas: Senhora do destino foi uma novela deliciosa, trabalhar com a Suzana, não tem mistério, já tínhamos trabalhado juntas no teatro "Os Orfãos de Janio" de Millor Fernandes, em 1979, ríamos muito lembrando das loucuras da época.

 

Jéfferson Balbino: Como você criou à fofoqueira Yvone, sua personagem na novela “Luz do Sol” (Rede Record/2007)?

 

Stella Freitas: Criar uma fofoqueira é só observar e se divertir, foi o que aconteceu.

 

Jéfferson Balbino: Pra você, qual é a importância da novela no cotidiano do brasileiro?

 

Stella Freitas: A novela no Brasil, tenho a impressão que foi mais importante do que é hoje. A teledramaturgia brasileira é muito rica e influenciou gerações, continua influenciando e divertindo.

 

Jéfferson Balbino: Você interpretou diversos personagens no programa “Zorra Total” (Rede Globo). Qual deles foi o mais marcante pra você?

 

Stella Freitas: Gostei muito de fazer a Carolininha do Saraiva, pela delícia de contracenar com Milani.

 

Jéfferson Balbino: O que te motivou a trocar a Globo pela Record?

 

Stella Freitas: Ana Maria Moretzsohn me convidou pra fazer Luz do Sol, gostei da personagem, da proposta da Record, surgindo como uma emissora que investe cada vez mais, séria, tanto que estou até hoje feliz!

 

Jéfferson Balbino: Atualmente você está no ar, na novela “Ribeirão do Tempo” (Rede Record/2010). Como está sendo pra você dar vida a Virginia?

 

Stella Freitas: Virgínia é estressada e bem humorada, tem um marido delegado, Ajuricaba, interpretado magnificamente pelo Humberto Magnani, um prefeito burro como uma porta, divertidíssimo, Andre de Biasi, e uma filha linda e talentosa: Luisa D'Tuani. Estou adorando.

 

Jéfferson Balbino: “Ribeirão do Tempo” ainda não atingiu a audiência esperada pela Rede Record, em sua opinião, qual é o motivo pra uma ótima novela como essa não ter ainda caído no gosto do público?

 

Stella Freitas: O contato que a gente tem com o público é muito bom , eles gostam , vem falar com a gente, se divertem, pra mim está igual às outras novelas, não sei por que o ibope não está o esperado .

 

Jéfferson Balbino: Tem algum ator ou atriz que você gostaria de trabalhar?

 

Stella Freitas: Muitos: Nanini, Wagner Moura, Al Pacino, Ricardo Darin, Lazaro Ramos, Luiz Miranda são tantos...

 

Jéfferson Balbino: O que você gosta de assistir na TV?

 

Stella Freitas: Noticiários, novela, TV a cabo, seriados.

 

Jéfferson Balbino: Que dica você deixa pra quem deseja seguir a carreira artística?

 

Stella Freitas: Estudar, estudar, atuar, atuar, e perseverar.

 

Jéfferson Balbino: Pra finalizar, nossa tradicional pergunta: Qual foi a melhor novela que você assistiu?

 

Stella Freitas: Não consigo eleger uma. Pra mim é: Que Rei Sou Eu , Pantanal , Vale tudo , Sassaricando.

 

Jéfferson Balbino: Stella, muito obrigado por ter aceitado meu convite e participar dessa entrevista para o NO MUNDO DOS FAMOSOS. Você é uma talentosa e admirável atriz, por isso foi uma grande honra pra mim poder te entrevistar. Muito sucesso em todos os seus trabalhos. Beijos querida!

 

Stella Freitas: Obrigada Jéfferson. Sucesso sempre pra você. Beijos.

 

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 18h22 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Entrevista Especial - NO MUNDO DOS FAMOSOS

.

.

Dia 04 de Setembro

.

A nossa próxima “Entrevista Especial” é com um dos mais renomados autores de novelas do Brasil, ALCIDES NOGUEIRA. É no próximo sábado aqui NO MUNDO DOS FAMOSOS. 

;

OUTRAS ENTREVISTAS

.

Pra você que perdeu as outras entrevistas realizadas por mim aqui NO MUNDO DOS FAMOSOS, aí vai o link de cada uma pra você poder ler, ou reler novamente. Clique em cima do nome do entrevistado para ler a Entrevista Especial realizada.

.

1 - NILSON XAVIER (escritor)

2 - MARGARETH BOURY (autora de novelas)

3 - REYNALDO BOURY (diretor de TV)

4 - BABI XAVIER (atriz/apresentadora)

5 - NÉLIO JÚNIOR (jornalista/repórter de TV)

6 - MARCÍLIO MORAES (autor de novelas)

7 - RICARDO LINHARES (autor de novelas)

8 - ANA MARIA MORETZSOHN (autora de novelas)

9 - DUCA RACHID (autora de novelas)

10 - ADA CHASELIOV (atriz)

11 - MAYRA DIAS GOMES (escritora)

12 - THELMA GUEDES (autora de novelas)

13 – ANDRÉ REBELLO (ator)

14 – KADU MOLITERNO (ator)

15 - MAURICIO MACHADO (ator)

16 - LAURO CÉSAR MUNIZ (autor de novelas)

.

.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 17h50 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Nota MIL: Cleyde Yáconis

.

.

Nota MIL: Cleyde Yáconis

 

Tudo da novela “Passione” é bom. O autor Silvio de Abreu é um grande mestre da teledramaturgia brasileira e está conduzindo com muita competência sua novela. Mais o mérito maior do autor nessa produção é a personagem Brígida interpretada com total maestria pela consagrada atriz Cleyde Yáconis, a personagem é uma velhinha irresistível, fantástica, estupenda... Com certeza é a melhor personagem da carreira da atriz. Ela dá um show a cada capítulo e por mais que não pareça é a alma da família Gouvêa. O talento de Cleyde é mais que mil, é infinito.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 16h19 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Boletim da TV

Boletim da TV

 

 

Nota DEZ

 .

 

.

Para a última edição do programa “Ritmo Brasil” da RedeTV!, que trouxe uma deliciosa e envolvente entrevista com a cantora e atriz mexicana Dulce Maria. Entre os programas que a artista passou esse foi melhor, foi uma entrevista mais completa, mais precisa. Parabéns à Faa Morena pelo feito!

 

.

Por falar em entrevista, outra entrevista que gostei muito de assistir foi a que a apresentadora Marília Gabriela fez com o cantor do momento Luan Santana pro seu “De Frente com Gabi” (SBT) no último domingo. Foi muito interessante as perguntas que a loira conduziu ao entrevistado.

.

.

Nota ZERO

 

 ..

..

Para a reprise da novela “Canavial de Paixões” do SBT. A trama anda ‘micando’ nos 2 e 3 pontos de audiência. O SBT errou feio em substituir “Uma Rosa com Amor” com uma reprise que não agradou os telespectadores. Especula-se que se a trama não subir na audiência a emissora pode cancelar sua exibição.

 

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 15h20 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Grande Atriz: ILVA NIÑO

.

Grande Atriz: ILVA NIÑO

 

Ilva Niño é uma das várias atrizes brasileiras que provou por inúmeras vezes seus talento nas telenovelas, porém, a atriz nunca teve um personagem de imenso destaque como merecia, mas mesmo assim ela atraiu os telespectadores com algumas personagens que cativaram o público, em especial o público das classes mais baixas...

Ilva é pernambucana, nasceu na cidade de Floresta no dia 15 de novembro de 1934. Ela foi casada com o diretor teatral Luiz Mendonça com quem teve um filho, o ator Luiz Carlos Niño, ambos já falecidos. Apesar de ter atuado em inúmeras novelas, a personagem que marcou sua carreira foi a emprega Mina da novela “Roque Santeiro” (Rede Globo/1985) que era a combinação exata com a extravagante viúva Porcina (Regina Duarte). O trabalho mais recente dessa conceituada atriz foi na novela “Cama de Gato”. Ilva é sem dúvida uma “Grande Atriz” da teledramaturgia brasileira.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 14h50 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Trilha Sonora: As trilhas das novelas de sucesso

As músicas tocadas nas novelas sempre vão além dos personagens, afinal também faz parte da vida do telespectador. É difícil, a gente não se identificar com as músicas que embala as histórias de ficção.

.

.

Escrito nas Estrelas – Nacional

 

A trilha da atual novela das seis trás músicas de sucesso que transmitem muito bem a essência das personagens da novela de Elisabeth Jhin. Entre os destaques estão a música de abertura “Quando a Chuva Passar”.

 

...

.

Passione  – Internacional

 

A trilha internacional novela das oito trás músicas de sucesso do cenário pop internacional. Uma das músicas mais belas da trilha é “One More Take – Alma”.

.

.

Ti Ti Ti  – Nacional – Volume 1

 

A trilha nacional da novela das sete é um dos destaques da novela de Maria Adelaide Amaral. O CD trás musicas de renomados cantores nacionais como Maria Gadú, Titãs, Sandy, Zélia Duncan, Caetano Veloso, Biquíni Cavadão e Rita Lee.

.

.

Ti Ti Ti  – Nacional – Volume 2

 

O segundo volume da trilha nacional de Ti Ti Ti  trás as músicas:  Um filme com final feliz - The originals, Como eu vou viver (how do i live) - Tânia Mara, Sei lá - Rick Vallen, entre outras...

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 14h28 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Personagens Marcantes: Florindo Abelha (Ary Fontoura) de “Roque Santeiro”

.

.

Personagens Marcantes: Florindo Abelha (Ary Fontoura) de “Roque Santeiro”

 

Um dos inúmeros personagens marcantes criados pelo genial Dias Gomes é o caricato prefeito da cidade de Asa Branca da novela “Roque Santeiro” (Rede Globo/1985). Era difícil assistir a novela sem dar uma boa gargalhada com as situações cômicas vivida por esse inesquecível personagem. Flor, como era chamado pelos mais íntimos, era aquele popular tipo de ‘prefeito bundão’ aquele que não faz nada, que recebe ordens, e que por cima é corrupto, fazendo uma boa alusão à maioria dos políticos brasileiros. Afinal, o prefeito não conseguia administrar sua própria família quanto mais a eufórica cidadezinha. Quem governava indiretamente a cidade era o poderoso Sinhozinho Malta (Lima Duarte), já a sua casa era sua esposa a beata Pombinha Abelha (Eloisa Mafalda) que tratava o marido no cabresto. O prefeito ainda tinha outra profissão, era o único barbeiro da cidade, e fazia tudo pensando exclusivamente no sue beneficio próprio. Apesar de todos os predicados Florindo Abelha é um personagem querido da nossa teledramaturgia, fez os telespectadores rirem com seus devaneios se tornado um dos “Personagens Marcantes” de nossas vidas...

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 13h32 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Vida de Artista: Gabriela Spanic foi envenenada por sua empregada

.

Vida de Artista: Gabriela Spanic foi envenenada por sua empregada

 

A famosa atriz mexicana Gabriela Spanic que protagozinou a novela “A Usurpadora” foi envenenada com Cloreto de Amônio durante quatro meses pela sua empregada, a argentina Maria Celeste Fernández Babio, que colocava a substancia nos alimentos e bebidas que a família da atriz ingeria. A empregada foi presa por tentativa de quatro homicídios. A atrzi afirmou que ela, a mãe, o filho e a babá passaram mal e só não houve nada agravante porque procuraram ajuda médica a tempo, porém, a família já apresentava altos índices de amônio no sangue, e sentia dores no estomago e na cabeça, Gabi desconfiou da empregada porque era a única da casa que não passava mal, à policia mexicana encontrou várias ampolas de cloreto de amônio nos pertences da empregada.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 12h59 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Bastidores da TV: Manoel Carlos deve voltar a TV com remake de “A Sucessora”

.

Bastidores da TV: Manoel Carlos deve voltar a TV com remake de “A Sucessora”

 

Esta previsto para o segundo semestre de 2013 o retorno de Manoel Carlos ao horário nobre da TV Globo. Enquanto espera sua pela sua novela, segundo informações dos bastidores da Globo ele pretende fazer um remake da novela “A Sucessora” que ele escreveu em 1979 para o horário das seis.

 

Cronograma dos próximos autores do horário das 21 horas

 

  • Janeiro de 2011 - Gilberto Braga e Ricardo Linhares com “Insensato Coração”
  • Setembro de 2011 – Aguinaldo Silva
  • Abril de 2012 – João Emmanuel Carneiro
  • Janeiro de 2013 – Glória Perez
  • Setembro de 2013 – Manoel Carlos



.

 

Escrito por Jéfferson Balbino às 12h38 [ ] [ envie esta mensagem ] []