Meu perfil




BRASIL, Sul, JACAREZINHO, Homem, de 15 a 19 anos, Informática e Internet, Música, TV e Novelas

Entrevista Especial com BABI XAVIER

.

.

A minha entrevistada de hoje é uma artista que a gente tem um imenso orgulho em ter na nossa TV, ela é uma super profissional, dedicada, generosa e muito competente em tudo que faz, além de tudo é um grande exemplo de perseverança, ela é cantora, ex-modelo, escritora, apresentadora e atriz, ela é Babi Xavier!

 

Jéfferson Balbino: Babi, como foi participar do programa Milk Shake que era apresentado por Angélica na TV Manchete?

 

Babi Xavier: Eu tinha 14 anos e só podia ir depois do colégio. A minha mãe ia comigo e meus amigos. Eu era contratada de uma agência de modelos para fazer figuração e, de vez em quando, umas participações no palco. Ali, conheci a Angélica de perto, no batente. Adorei sua postura e apaixonei-me pelo ofício. Porém, minha mãe só permitiu que eu corresse atrás da profissão depois que eu entrasse numa faculdade. Entrei na UFF, fiz 3 períodos de Letras-Inglês, e decidi interromper porque a carreira de modelo no Rio de Janeiro estava rendendo e eu estudava e morava em Niterói.

 

Jéfferson Balbino:  Conta um pouco pra gente como foi sua carreira de modelo?

 

Babi Xavier: Fiz teatro com a Françoise Forton e o Delson Antunes na época da faculdade, e decidi modelar aos 19 anos. Era difícil. Cansativo. Tudo convidava a desistir. Nada de carro ou celular. Não tinha essa coisa de status, nem glamour. Eu sempre fui uma operária nos meus trabalhos. Ganhei dinheiro para investir em mais cursos de atuação para a TV e pagar as minhas contas em casa. Decidi ser uma modelo comercial e focar no que viria adiante.

 

Jéfferson Balbino: Babi você é uma das poucas artistas brasileiras que é muito versátil, afinal, você é atriz, apresentadora, modelo, escritora e cantora. Qual desses talentos é o seu preferido?

 

Babi Xavier: Gosto de trabalhar bem, e muito. Meu foco é para entregar o trabalho muito bem feito. Meu objetivo é ter sido a melhor escolha para cada contrato que cumpro.

 Fui modelo por 4 anos. Fiz 5 novelas, fui apresentadora na TV SKY, MTV, SBT por um total consecutivo de 8 anos e ainda não estreei no teatro profissional. Tenho participações em cinema, mas quero papéis maiores, além das participações. Meu disco, Babi, Do Jeito Que Eu Quero, Universal Music, 2002, é bem visto por quem conhece e não fiz turnê porque não tinha banda fixa, nem tempo de ensaiar por causa do meu contrato com o SBT. Não continuei a cantar porque já tinha carreira na TV e sabemos no que dá uma figura de TV querer se lançar em música. Hoje, sinto-me livre cantando com a banda de rock paulistana Cowbell(www.cowbell.com.br), que eu devia ter conhecido antes! (risos). Hoje, fazemos show para eventos fechados. É demais!

 

Jéfferson Balbino: Em 1996, você fez a personagem Ívea na novela Perdidos de Amor, da Band. Como foi estrear na teledramaturgia nessa novela?

 

Babi Xavier: Foi ótimo! A personagem tinha o tamanho que eu precisava para ver tudo pela primeira vez: roteiro, levantamento de cenas, a relação com os colegas e com a equipe, a rotina das gravações. Trabalhei com Lucinha Lins, Edney Giovenazzi, Cristine Fernandes, Jonas Bloch, Sonia Clara. Gente da pesada.

Uma vez, tomei uma bronca no corredor da TV de uma produtora que devia estar nervosa por outros motivos e soltou os cachorros em mim. Tudo bem, eu estava 17 minutos atrasada no meu horário de chegada, mas era só pedir para que isso não se repetisse e tudo seria mais brando. (risos).

 

Jéfferson Balbino: Você também apresentou o programa MTV Erótica, como foi apresentar um programa sobre sexualidade, é mais difícil?

 

Babi Xavier: Claro. Lidar com a quase infinita margem de interpretações que esse trabalho causava, imagina, né?! Eu estudava muito pra poder entregar o que era mais técnico e especializado na mão do meu companheiro Jairo Bouer, a grande parceria que tive! Meu grande lance era ser a amiga do telespectador, a confidente. Eu adorava ouvir as questões da galera. Foi apaixonante esse trabalho. Projetou-me bastante para o que viria depois.

 

Jéfferson Balbino: Tem um trabalho seu que eu apreciei muito que foi em Por Amor onde você interpretou a secretária Aninha, que era aquela secretária-amiga eficiente da protagonista Helena. Como foi essa experiência em estrear na Globo numa novela das oito, e ainda contracenar com grandes atores e atriz entre eles a grande Regina Duarte?

 

Babi Xavier: Foi tudo de bom! Ficava nervosa e segurava muito o que sentia, mas tive tanta generosidade da Regina, da Zilda, do Fagundes, do Carlos Eduardo Dollabella! Batia altos papos com a queridíssima Vera Holtz... Nessa mesma época, eu estudava na oficina de atores que a Globo faz. Era uma dualidade estudar e praticar no mainstream ao mesmo tempo! (risos)

 

Jéfferson Balbino: Sua carreira ganhou maior visibilidade quando você apresentou o Programa Livre no SBT, como foi substituir o Sérginho Groisman na atração e ainda continuar mantendo o sucesso do programa?

 

Babi Xavier: Uma vitória, uma conquista, uma faculdade com mestrado e doutorado(risos) a base de muita dedicação e preocupação em estudar, fundamentar o que estava fazendo, aprender o máximo sobre o jogo cênico, o ritmo do roteiro do programa, a proposta, a essência. Na época, meus esforços me levaram a pesar 55 kg! Imagine, em 1,75cm, hoje eu tenho 66 kg!

O Programa Livre foi o meu Coliseu por diversas vezes, mas o imperador interrompeu a minha carreira quando eu estava ganhando a batalha contra os leões. Sua excentricidade é velha conhecida do público brasileiro e, para isso, não é preciso nenhuma razão aparente ou plausível. (HAHA).

 

.

 

Escrito por Jéfferson Balbino às 20h01 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Entrevista Especial com BABI XAVIER - Parte 2

.

.

.

Jéfferson Balbino: Babi deve ter sido muito divertido pra você ter participado da terceira edição da Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão. Conta pra gente como foi essa sua experiência com a dança?

Babi Xavier: Aprendi muito e fiquei interessadíssima! Dançar é apaixonante e a turma que pratica dança é do bem, muito saudável! Foi uma empreitada emocionante e uma vitrine linda para mim! Trabalhar com o Fausto e sua equipe foi excelente. Seu trabalho é impecável!

.

 

Jéfferson Balbino: Babi, no que você se inspirou pra escrever o livro E Aí, Um Papo Aberto Entre A Gente que relata assuntos relacionados à adolescência?

.

Babi Xavier: Nas horas e horas de gravação do MTV Erótica, nos relatos ouvidos durante todo o ano de 1999, e nos quadros e entrevistas sobre comportamento e sexualidade com adolescentes e especialistas no Programa Livre, de 2000 a 2002. Aliás, eu trouxe isso para o PL. Em 2007, gravei um quadro para o programa Hoje em Dia, da Record, com alguns bate-papos com adolescentes e temas bem discutidos como drogas, relação com os pais, gravidez na adolescência. Foi uma experiência ótima!

.

Jéfferson Balbino: Você pensa em escrever um outro livro?

.

 

Babi Xavier: Eu escrevo aos poucos sobre tudo que mexe comigo no meu blog(www.bloglog.com.br/babixavier). É o que eu faço com regularidade.

Quero viver experiências que me impulsionem a escrever mais, só que a internet é uma vidraça muito forte, em que o anonimato é a proteção dos covardes. Hoje, polemizo e me exponho pouquíssimo pra não me estressar.

.

 

Jéfferson Balbino: Como foi pra você participar da novela Bang Bang, que foi uma novela super criticada, pela baixa audiência que a trama teve?

.

 

Babi Xavier: Foi ótimo! Depois da gincana que as gravações se tornaram em horários, senti-me mais preparada. Estava sem atuar a oito anos e ninguém me garantiu que o processo ia ser fácil. Adorei interpretar a dançarina de cabaret Marilyn Corroy. Queria que Bang Bang tivesse sido uma minissérie.

.

Jéfferson Balbino: Em 2002, você gravou o disco Babi - Do Jeito Que Eu Quero que teve como destaque o single Imunização Racional (uh, uh, uh que beleza…). Como você avalia esse seu trabalho como cantora? Tem vontade gravar novamente?

.

 

Babi Xavier: Sou uma aspirante, com paixão encubada! (risos).Estava disposta a pegar pesado. Meu disco foi bem produzido e está bem cantado. Na época do lançamento, não tinha banda pra tocar pelo país. Isso pesou. Não sabia quem era nos bastidores do meio musical. Só sabia cantar, e isso não basta. O que tiver que acontecer hoje, será no meu contexto, sem projeções mirabolantes. Claro que tenho vontade de gravar novamente.

.

 

Jéfferson Balbino: Babi foi noticiado que você faria uma participação na novela Bela, a Feia (Record), porém, até o momento você ainda não apareceu na novela, ainda vai acontecer essa sua participação na trama de Gisele Joras?

.

 

Babi Xavier: Seria muito legal! Bela, a Feia é divertidíssima!

.

 

Jéfferson Balbino: Você fez um ensaio sensual pra Revista Playboy em setembro de 2003, como foi fazer esse ensaio? Aceitaria novamente?

.

 

Babi Xavier: O resultado do meu ensaio foi considerado pelos leitores e jornalistas como um dos melhores de todos os tempos. As convidadas da revista sempre dão uma olhada nele como referência. Imagina a responsabilidade de um segundo ensaio!? (risos)

 .

.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 19h55 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Entrevista Especial com BABI XAVIER - Parte 3

.

.

Jéfferson Balbino: Babi você fez em 2007 a novela Vidas Opostas, onde você fazia a personagem Patrícia que infernizava seu ex-marido o promotor Leonardo (Luciano Szafir) e que ainda se envolvia com rapazes mais novos. Como foi interpretar essa personagem tão complexa na novela de Marcílio Moraes?

 

Babi Xavier: Foi demais! Adorei! Nessa época, e estudava e desenvolvia a Patrícia com um coach, o Cyrano Rosalém, e estudava um pouco de Direito de Família em livros e termos técnicos de advocacia no dicionário jurídico. Adorei infernizar a vida do Luciano....ops, do Leonardo! (hahaha)

 

Jéfferson Balbino: Você também fez cinema com os filmes: Retratos (2006), Corrompendo Paulo (2004) e Korda (2004), além de dublar o filme Manuelita (1999). Você acha mais fácil fazer cinema do que televisão?

 

Babi Xavier: É tão diferente...Tem mais filmes. Fiz a secretária Adelaide no Zoando na TV, a francesa Dominique Bourelli no curta Onírico, a mãe que morre no parto e recebe o filho no céu no curta rodado em inglês The Meeting. Gostaria de fazer mais cinema. Aqui e lá fora. Minhas experiências foram tímidas, próprias de um início num veículo.

 

Jéfferson Balbino:  Babi o programa Show do Tom fez sátira O Curral onde também satirizaram você como Babi Beicim, você se sentiu ofendida ou levou na brincadeira a paródia do Tom Cavalcante?

 

Babi Xavier: Nem liguei! (risos). Foi um barato a caracterização!

 

Jéfferson Balbino: Você interpretou a antagonista da novela Os Mutantes - Caminhos do Coração, a Júli  di Trevi você gostou de fazer uma personagem surreal?

 

Babi Xavier: Foi um grande presente do autor Tiago Santiago! A Juli era muuuito má!!! Proporcionou-me sentir o gosto de uma vilã pela primeira vez e eu adorei! Quero mais!

 

Jéfferson Balbino: Tem algum tipo de personagem que você sonha em interpretar?

 

Babi Xavier: Sim. Gostaria de fazer uma cantora.

 

Jéfferson Balbino: Você também é blogueira (bloglog.globo.com/babixavier/) você acha que os artistas precisam ter esse vínculo de acesso com seus fãs?

 

Babi Xavier: Escreve quem tem a necessidade. Eu tenho, e até lanço mão disso de forma contida pro que gostaria. É legal ter voz própria no blog.

 

Jéfferson Balbino: No ano passado você partipou do reality-show A Fazenda, você entrou como uma das favoritas ao prêmio, no entanto foi a segunda à ser eliminada, o que você acha que aconteceu pra você sair logo no ínicio do jogo?

 

Babi Xavier: O que eu queria: ganhar, ou sair logo no início.  Sofrer até o meio da história e sair, pra quê?

 

Jéfferson Balbino: Que experiência você levou pra sua vida após participar de A Fazenda?

 

Babi Xavier: A vivência de como é feito o programa por dentro. Já apresentei um reality show chamado Ilha da Sedução, uma produção da Fox que passou no SBT no segundo semestre de 2002. Agora, é unir os pontos dessas duas experiências e ficar pronta pra apresentar outro reality show!

 

 Jéfferson Balbino: Quais são seus próximos projetos, quando você vai nos privilegiar retornando à telinha?

 

Babi Xavier: Entrar na próxima produção dramatúrgica da Record, no segundo semestre.

Continuar me apresentando com a Cowbell. Enquanto isso, convido aos seus leitores que me acompanhem no Twitter: http://twitter.com/IamBabiXavier. Para contratar shows da Cowbell, o e-mail é leovillao@hotmail.com, com Leonel Villar.

 

Jéfferson Balbino: Babi, pra finalizar, uma perguntar que já se tornou praxe nas nossas entrevistas. Qual foi a melhor novela que você já assistiu?

 

Babi Xavier: Na Globo, Vale Tudo, e na Record, Vidas Opostas!

 

Jéfferson Balbino: Babi, não tenho palavras pra te agradecer por essa entrevista, sem dúvida esse foi o grande presente pelos 3 anos do nosso NO MUNDO DOS FAMOSOS. Muitíssimo obrigado mesmo, te desejo cada vez mais sucesso, beijos!

 

Babi Xavier: Um super beijo pra você, Jéfferson!

 

.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 19h01 [ ] [ envie esta mensagem ] []

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 18h54 [ ] [ envie esta mensagem ] []

EM BREVE - Entrevista Especial com Nélio Jr.

.

.

A próxima Entrevista Especial do NO MUNDO DOS FAMOSOS, será com o repórter Nélio Jr. Em Breve, não perca!!!

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 18h35 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Bastidores da TV: Bela, a Feia bate recorde de audiência

Foto: Divulgação/ Record

.

A novela de Gisele Joras conseguiu mais um feito no capítulo de quarta-feira (7), onde a protagonista vivida por Gisele Itiè apareceu linda na Agência Mais Brasil, a novela da Record bateu recorde de audiência em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Segundo a assessoria da Record, no Rio de Janeiro, 40% das TVs ligadas estavam sintonizadas em “Bela, a Feia”. Das 22h12 às 23h05, a trama de Gisele Joras liderou a audiência na capital fluminense com 25 pontos, contra 14 da TV Globo.

Já em São Paulo, “Bela, a Feia” conseguiu seu melhor índice de audiência, com média de 18 pontos (pico de 19) e share de 26 %, ficando em segundo lugar no Ibope.

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 13h45 [ ] [ envie esta mensagem ] []

Vida de Artista: Thalia é solidária com os brasileiros

.

A cantora e atriz mexicana Thalía mandou uma mensagem de solidariedade para os brasileiros que foram afetados pelas chuvas do Rio de Janeiro. Onte, Thalia enviou através de seu Twitter uma mensagem as vítimas: "Meu coração está com nossos irmãos do Brasil. Façamos uma corrente de Luz e de Orações para as pessoas afetadas e ajudemos através da embaixada do Brasil e da Cruz Vermelha com o que seja necessário! Obrigada". A cantora ainda afirma que deseja retornar ao país: "Quero muito voltar ao Brasil e Argentina. Me sinto em casa na América do Sul".

.

Escrito por Jéfferson Balbino às 13h27 [ ] [ envie esta mensagem ] []